Acabou a água. O córrego que abastece Trindade, praticamente, secou. Chuvas com volume só no início de outubro.
21/09/2017 - 21h58 em Saude

A Saneago-Trindade, supervisão de Abimael Ribeiro em parceria com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMMA), gestão de Esmerado Silva mantém esforços diuturnos para equilibrar no município, uma das maiores escassez de água de todos os tempos.

“O Córrego Arrozal, responsável por abastecer a cidade está praticamente seco. Estamos com enorme dificuldade em abastecer os bairros que estão na parte alta: Sol Dourado, Cristina Expansão, Setor Sul, Vila Redenção, Imperial, Samarah, Vila Pai Eterno, entre outros menores”, declarou Abimael.

Abimael destacou também o problema das irrigações agrícolas e em especial de um produtor de grama, que consome um volume substantivo de água em Trindade. “As chuvas nos ajudariam a abastecer as muitas represas que retêm muita água”, pontuou.

O Climatempo anunciou o início das chuvas para a próxima quinta-feira, 21, mas água com volume suficiente para colaborar com a recuperação dos mananciais, conforme ilustração, só mesmo a partir do dia 1 de outubro.

Esmeraldo Silva ressaltou que a SEMMA está em contato permanente com o setor produtivo que necessita da água. “Com apoio da Delegacia de Estado do Meio Ambiente, vamos lacrar vários negócios, principalmente aqueles que não tem permissão ou estão utilizando água, acima das suas outorgas. ”, frisou.

Colaboração popular
Artigo finito de extrema importância popular, a água tem que ser economizada e reutilizada. “Estamos com campanhas nas redes sociais, no rádio, a Saneago na TV, pedindo a colaboração da população. Infelizmente, mesmo assim, ainda vemos pessoas não compromissadas com a causa, a exemplo, lavando calçadas, veículos, enfim, desperdiçando água”, ponderou Esmeraldo.

Imprensa – Prefeitura de Trindade
Fábio PH

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!