Patrícia Carrijo deve ser reconduzida à presidência da Asmego
08/11/2021 19:54 em Novidades

Patrícia é a primeira juíza a dar continuidade na presidência da entidade no biênio 2022-2023

Nesta segunda-feira, 8, a Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego), recebeu o registro de chapa única para concorrer a eleição da nova diretoria ao biênio 2022-2023. Com isso, juíza Patrícia Carrijo, primeira mulher a presidir a entidade cinquentenária, vai concorrer à reeleição. A eleição ocorrerá no dia 8 de dezembro. 

Na chapa estão os desembargadores Luiz Cláudio Veiga Braga como vice-presidente e Homero Sabino como vice. A justificativa da magistrada é que apenas dois anos não são suficientes para realizar todos os projetos. “Tivemos muitas conquistas, mesmo estando num período de pandemia. Temos disposição para fazermos muito mais”, enfatizou. 

O desembargador Luiz Cláudio, por sua vez, ressaltou que a reeleição de Patrícia é um pleito legítimo. “Patrícia tem se mostrado competente para atuar na presidência da Asmego, principalmente, na união da classe, uma vez que a mesma permanece unida. Estamos marchando em uma linha legal”, frisou. 

 

IMAGEN: Desembargador Homero Sabino, juíza Patrícia Carrijo e desembargador Luiz Claúdio | Foto: Reprodução.
FONTE: Jornal Opção/Goiás

COMENTÁRIOS